domingo, 25 de fevereiro de 2018

Da infância pobre à aprovação em Farmácia na Federal

Já escrevi aqui meu trajeto desde que larguei a farmácia até a aprovação em Medicina. Também tenho um texto escrito quando eu ainda fazia farmácia, contando minha vida na época. Agora, queria  descrever a história da minha infância pobre à aprovação em Farmácia na Federal.

Foto da Casa que vive até os 16 anos
Preste atenção na janela ao fundo
A minha formação, no ensino fundamental e médio, foi feita toda em escola pública. Minha mãe teve 3 filhos e meu pai abandonou ela quando eu tinha em torno de 6 anos - nunca mais voltou, muito menos pagou pensão. Morávamos em uma casa (emprestada) em que minha bisa vó havia criado seus filhos - a casa tinha mais de 80 anos! 
Minha mãe estava sozinha, com 3 filhos, sem casa própria e emprego. 
A esquerda interior da casa, note a modernidade da estrutura e do sofá
A direita entrada da casa, a gente brincava com o cachorro colocando uma sacola de supermercado nos buracos que a casa tinha

Felizmente, em pouco tempo, ela conseguiu um emprego em um mercado da minha rua. Fazia de tudo, era caixa, repositora de loja, faxineira e qualquer coisa que precisasse. 

Interior da Mansão, tinha até um fogão a lenha no fundo

Assim que meu pai foi embora, reprovei na 1° série do fundamental - minha mãe não tinha tempo para ficar em cima de mim, e eu era um merdinha. Dessa forma, bola de neve só foi aumentando. 
Na adolescência, fui um completo idiota. Adolescente revoltado, amigos vagabundos drogados (assim como eu), gazeando aula e se sentido o poderoso. Minha mãe, tentava de tudo para me por na linha, mas eu era retardado. Quando chegou o ensino médio, comecei a trabalhar como bolsista na biblioteca da escola, meu primeiro emprego remunerado - esse dinheiro pagava a passagem do ônibus, pelo menos fiz algo útil com uma parte dessa grana. Fiquei na biblioteca até me formar. Como não estudei direito durante toda minha vida, quando acabei o ensino médio não passei no vestibular - pobre fudido, ou faz universidade pública ou não faz nada. A única saída era um emprego subalterno para sobreviver e pré-vestibular. Virei repositor de supermercado. Fazia pré-vestibular das 8:00h às 12:00h e trabalhava das 13:00h às 22:00h - pensa numa vida de merda, mas eu precisava de um choque. Foi nesse ano que eu acordei para vida. Essa frase na minha história faz todo sentido. Quando cheguei no supermercado, me deparei com as pessoas mais pobres que eu já havia visto (imigrantes do norte do país, moro no sul) e percebi que, se eu não mudasse o rumo da minha vida, eu seria um deles. Foi nesse ano que minha personalidade começo a amadurecer. 
Veio o vestibular....não passei - é impossível alguém reverter toda merda que fez em uma vida em 1 ano, acho que ainda hoje não reverti. 
Então fui para o segundo ano de cursinho, porém troquei de emprego. Virei comprador de ônibus. Profissão que me deixava estudar durante o emprego. Na metade do ano fui aprovado em Química no Instituto Federal (período noturno). 
Olha o que eu fazia: começa no ônibus as 5:00h, saía as 9:00h; ia para o pré-vestibular e fica lá até as 17:00h, depois seguia para a faculdade. Dormia depois da meia noite. 
Até que chegou o vestibular e finalmente passei para farmácia na federal. E esse é o resumo da minha história.
Como eu havia dito, da farmácia à medicina eu contei no outro poste. 

Um abraço a Todos! 

24 comentários:

  1. Que historia..
    Parabens pelo crescimento pessoal..
    Muito legal trazer fotos antigas de sua vida...
    Abraco e sucesso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Investidor Mineiro!
      Espero poder continuar crescendo.

      Um abraço

      Excluir
  2. Parabéns pela trajetória! Amadurei tardiamente mas mudou na hora certa, caso contrário, estaria até hoje no supermercado como repositor. Vi que vc reativou o blog depois de muitos anos, como está as finanças? Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Amigo Rico.
      Sempre é tempo de mudar, até porque só temos uma vida, né?
      Vou escrever um poste mais para frente sobre isso, mas consumi todo meu patrimônio na caminhada para medicina. Esse ano vou retomar os aportes.

      Um abraço

      Excluir
  3. Legal você ter mudado para melhor, hoje ter uma historia de sucesso, será um exemplo para outras pessoas mudarem também.

    Abraço e sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas palavras Dinheiro Investimento e Lazer.
      Apesar de não estar formado ,ainda, ou ter qualquer patrimônio ou bem material considerável (tipo carro), considero que obtive sucesso. Pois a caminhada de onde vim foi longa até a medicina.

      Um abraço

      Excluir
  4. Olá,

    sucesso na caminhada. Futuramente os aportes para investimento virão, mas antes, foco na sua formação e vá aprimorando seus conhecimentos em assuntos ligados à investimento e empreendedorismo.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito Obrigado G65. Foi exatamente isso que pensei com a reativação do blog, tentar aprender o máximo possível até começar a trabalhar.

      Um abraço, obrigado por acompanhar!

      Excluir
  5. Olá IU,

    Parabéns pela trajetória. Ainda bem que você acordou. Se o pobre correr atras ele vai conseguir. Basta dedicar e não desistir.
    Eu também vi de uma família pobre e fiz faculdade pública também.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Pensei ter comentado aqui. Sera que caiu no spam?

    ResponderExcluir
  7. Bela história, IU. Muito inspiradora.

    Sua mãe foi uma guerreira, criar 3 filhos sozinha não é fácil, falo por vivência própria. No quesito estrutura familiar, somos bem parecidos, mas sou um pouco pior, acho que estou(estava) no patamar desses nortistas aos quais você se referiu no post.

    Estou esboçando um post comentando um pouco sobre minha história, não posso relatar muito pra não comprometer o anonimato, aconteceram tantas merdas comigo (especialmente na infância) que se eu contar qlq um que me conheça vai saber na hora de quem se trata.

    Desejo todo sucesso pra você, espero que saiba reconhecer o esforço da sua mãe quando estiver formado e que seja um excelente médico para os seus pacientes.

    Abraço e sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Concursado investidor.
      Sem dúvida minha mãe foi e é o pilar para todas as minhas conquistas. Ela passou por muitas dificuldades na nossa infância, história triste.
      Estou curioso para saber um pouco da sua, se possível, por favor, faça a postagem - foi ficar acompanhando.
      Obrigado mais uma vez, um abraço.

      Excluir
  8. Boa Tarde!!
    Gostaria de fazer uma parceria com o seu blog para ajudar da divulgação do meu blog, colocaria o teu endereço no meu blog e vice-versa
    Tenho um blog de sinal de robo forex no zulutrade.
    www.goupforex.com

    No aguardo

    Ariel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ariel, você tem que criar um blogroll. Depois deixa uma mensagem aqui que eu lhe adiciono.
      Abraço

      Excluir
  9. Histórias como a sua, de gente que vem de uma origem bem humilde e consegue dar a volta por cima são muito inspiradoras. Eu sou de família pobre, mas não tanto assim (a gente consegue ter as coisas que quer com um esforço, mas nada de luxo). A sua história é um verdadeiro exemplo de que quando se quer e se tem interesse dá para melhorar de vida sim, e existem alguns caminhos para isso (por profissão ou por investimentos, por exemplo). Vou continuar lhe acompanhando.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito Obrigado Calvin!
      A inspiração vem de minha mãe.
      Sucesso em sua jornada, vou acompanhá-la.

      Um abraço

      Excluir
  10. A perseverança é a mãe da boa sorte.

    Miguel de Cervantes

    ResponderExcluir
  11. Cara me vi na sua história, também sou do interior sair cedo de casa, venho de uma família pobre. Ralei muito para entrar na federal, hoje estou no 3 ano de engenharia depois de passar por alguns perrengues. Foi lendo o seu blog que eu me motivei a criar o (https://surveyorinvestidor.blogspot.com) para compartilhar um pouco da saga de alguém que saiu do 0 e já percorreu um longo cominho mesmo com todas as chaces de dar errado. Distante 1500 km de casa só nesse mundão de meu Deus, vejo que cada luta até aqui tem valido a pena. Obrigado por compartilhar seu conhecimento, desejo muito sucesso. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela mensagem Surveyor!
      Vou acompanhar sua saga em seu blog.
      Parabéns pela coragem de partir para a luta.

      um abraço

      Excluir